Adaptação da obra de Luísa Costa Gomes

"Desde a sua estreia em 7 de novembro de 1991 que Nunca nada de ninguém tem tido, no conjunto das peças que escrevi, um destino singularmente feliz. (...) Parece que o texto (...) continua a atrair e a motivar quem continua a gostar de ler e de fazer teatro."
Luísa Costa Gomes

Estreia 
3 de junho de 2011, às 21:00 horas no Salão Nobre

Outras representações 
Durante o mês de junho

Sinopse 
Uma crítica inteligente aos costumes e à sociedade portuguesa. A paranoia, o vazio, o quotidiano e as psicoses de cada um, materializados numa excelente sátira para nos rirmos de nós próprios. 

Encenação 
Pedro Barão

Elenco
1ª Mulher: Ana Rita Pereira
2ª Mulher: Rita Madalena Cabrita
3ª Mulher: Constança Oliveira
4ª Mulher: Sara Coelho
5ª Mulher: Ana Franco
6ª Mulher: Mariana Santos
7ª Mulher: Matilde Folque
8ª Mulher: Ana Rita Pereira
9ª Mulher: Sofia Mendão
10ª Mulher: Hanna Rybchynska
Carlos Alberto: Gonçalo Sobral
José Manuel: André Sobral
António: Paulo Moura
Lopes: Domingos Negrão
Dolores: Sara Coelho
Odete: Hanna Rybchynksa
Cristina: Ana Franco
Vera: Constança Oliveira
Sandra: Ana Rita Pereira
Mulher A: Sara Coelho
Homem A: Afonso Mota
Mulher B: Matilde Folque
Homem B: Francisco Menezes
Mulher C: Constança Oliveira
Homem C: Bernardo Navas
Mulher D: Salomé Rocha
Homem D: Luís Tavares
Mulher E: Rita Cabrita

Espaço cénico 
Pedro Barão

Figurinos e cenários 
Participação de vários elementos do grupo de teatro

Sonoplastia 
Rafael Santos e Nuno Martins

Coordenação 
Ana Franco Gomes, Domingos Negrão e Maria Salomé Rocha

Projeto gráfico 
Ana Rita Pereira

Agradecimentos 
Direção da Escola Secundária Maria Amália Vaz de Carvalho e da Escola Secundária Professor Herculano de Carvalho

Galeria
{gallery}imagens/teatro/nunca_nada_de_ninguem{/gallery}
Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedInShare with friendsPrint this page